Aberta seleção para fotos e artigos científicos

Tema é meio ambiente do trabalho. Interessados devem enviar material até o dia 31 de maio, para compor livro em comemoração aos 15 anos da Codemat

Brasília, 17/01/2018 – A Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente do Ministério Público do Trabalho (Codemat-MPT) abriu edital para receber artigos científicos e fotografias autorais para compor o livro que marcará os 15 anos de sua criação. O objetivo é produzir uma publicação que retrate a atuação do MPT no combate às irregularidades no meio ambiente do trabalho nos últimos anos e também provoque uma reflexão sobre os desafios ainda existentes para a garantia de um local equilibrado e saudável.

Imprimir

Assédio sexual no trabalho: guarde as provas, não se cale, denuncie!

Campanha do MPT com a OIT visa conscientizar trabalhadoras, trabalhadores e empresas a respeito da prática

Brasília, 12/01/2018 - Qual a diferença entre paquera e assédio sexual? O que é assédio sexual e quais suas caraterísticas? O que pode acontecer com quem comete esse tipo de atitude? Como prevenir, denunciar e provar? E de que forma o Ministério Público do Trabalho atua? As respostas estão nos seis vídeos da campanha do MPT em parceria com a Organização Internacional do Trabalho, que culminam com o alerta: “guarde as provas, não se cale, denuncie”!

Imprimir

"A reforma trabalhista não reúne condições para resolver crise econômica e muito menos para gerar emprego", diz procurador do MPT-MS

Afirmação foi feita durante entrevista à Rádio CBN Campo Grande

11/01/2018 - A Rádio CBN Campo Grande (93,7 FM) conversou nesta quinta-feira, 11 de janeiro, com o procurador do Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso do Sul Paulo Douglas Almeida de Moraes, que atualmente compõe o grupo responsável por examinar as inconstitucionalidades da reforma trabalhista (Lei 13.467/2017).

Imprimir

Para MPT, nova portaria é passo importante no restabelecimento do conceito de trabalho escravo

PGT afirma que Brasil tem que voltar a ser referência mundial no combate a essa chaga. Coordenadora de trabalho escravo do MPT acrescenta: “Estamos zero a zero de jogo, e temos muito o que lutar ainda"

Brasília, 08/01/2018 - O procurador-geral do Ministério Público do Trabalho, Ronaldo Fleury, afirmou que a nova portaria sobre trabalho escravo publicada no Diário Oficial da União é um avanço para restabelecer o conceito de trabalho escravo no Brasil. Fleury enfatiza que a portaria anterior, suspensa pela ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, era “infeliz, ilegal e inconstitucional” e que é preciso evitar qualquer tentativa de abrandamento no conceito de trabalho escravo no Brasil.

Imprimir

Comunicado: Recesso Forense

O expediente no Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso do Sul, no período de 20 de dezembro de 2017 a 06 de janeiro de 2018 (recesso forense), será cumprido mediante regime de plantão, segundo orienta a Portaria nº 191, de 27 de outubro de 2017.

Imprimir